“Há muito tempo atrás em uma galáxia muito e muito distante”

 

STAR WARS!!

Não existe um nome mais mesclado com a cultura pop do que este. Na verdade Star Wars é o percursor de toda a cultura pop com a invenção merchadising, mas isto é um assunto para outro dia. 

Hoje vamos conversar sobre uma das pequenas ramificações deste Universo Gigantesco que é Star Wars. Vamos falar sobre o RPG, mas não toda a história desta franquia no RPG e sim da encarnação mais atual, a Star Wars Saga Edition.

Mas antes um pouco de encheção de linguiça  história:

Após quase 10 anos nas mãos da West End Games a licença para um RPG de Star Wars passou para a Wizards of The Coast. Em 2000 foi lançada a primeira versão do jogo baseado nas regras da recém publicada licença d20, o que causou um pouco de estranhamento no inicio. Já que, Dungeons and Dragons era um sistema de regras para jogos de fantasia medieval e Star Wars é um cenário de fantasia espacial. Porém todas as expectativas foram alcançadas com o lançamento do livro. Era realmente muito bom!!

Apesar de contar com as mesmas regras do sistema d20, o Star Wars da WoTC não estava sob as regras da Licença d20, o que foi uma pena pois o livro apresentava muitas regras interessantes, como os Force Points [precursores dos Pontos de Ação], os Vitality Points [algo como a Energia Heróica de Tagmar]. O livro atualizava o cenário até o filme o Ataque dos Clones e foi um sucesso de crítica e vendas, recebendo muitos suplementos.

Porém o tempo foi passando e mais filmes foram lançados, deixando o livro desatualizado. Em 2007 foi lançado o tema do nosso post. A versão SAGA de Star Wars

Star Wars Saga Edition

 

 

 
 
 
 
 
 

 

Antes do lançamento do Livro já existiam alguns boatos sobre o lançamento da, hoje, mal falada edição 4e de D&D, junto com estes boatos surgiu a noticia que haveria uma reformulação no sistema do SW RPG. Os jogadores chiaram, choraram pediram apenas uma atualização com os novos filmes.

Não foram escutados.

Ainda bem. Senão, não teriamos em mãos esta perola do RPG mundial.

Aparência

A primeira inovação que você vê quando pega o livro em mãos é o seu formato que é bem diferente dos livros de RPG Tradicionais, ele é mais quadrado [Alguns dizem que é wide screen, mas eu contesto.] e também mais leve que o livro anterior que te deixa meio cabreiro sobre se ele vai ter informações suficientes.

Existem muito poucas imagens novas. A maioria das ilustrações são as mesmas que aparecem no Revised Core Book, o que me deixou meio chateado. Mesmo assim o livro é muito bonito. No Nitro RPG você pode ver algumas fotos do livro e tirar suas próprias conclusões.

Conteúdo

É aqui que o livro chama a atenção, as reformulações nas regras são profundas mesmo. São muitas mudanças, para dizer aqui mas todas elas para melhor, não teve nenhuma que eu desaprovasse. As mais significativas são:

  • Não existe mais a divisão de Wound/Vitality points. Ao contrário disto os personagens ganham muito mais PVs no inicio do jogo, algo como 3x o seu dado de vida. O que torna os personagens de primeiro Nível menos frágeis e consequentemente mais heróicos.
  • No Revised Core Book haviam 8 classes básicas [ A saber  Fringer, Noble, Scoundrel, Soldier, Force Adept, Jedi Guardian, Jedi Consular, e o Tech Specialist]. No SAGA o número de classes sofreu uma enxugada para cinco, Jedi, Noble, Scoundrel, Scout e Soldier, o Force Adept se tornou uma Classe de Prestigio enquanto os outros tipos de Jedi se tornaram Talent Trees [veja abaixo], o Tech Specialist tornou-se uma Talent Tree do Scoundrel em um Web-Enhanced, que um dia talvez eu traduza 😀
  • O sistema aposta na customização via Talent Trees, habilidades similares a talentos que dão habilidades para seu personagem além das de classe. Para mim é o ponto alto do novo sistema, é um conceito meio dificil de explicar, mas vou tentar com um exemplo. Antes quando você escolhia ser um Jedi Consular, acabava por abdicar um pouco suas habilidades de batalha pelos poderes de persuasão. Agora como todos os Jedi são apenas uma classe, as caracteristicas de batalha continuam as mesmas, o que define que tipo de Jedi você é é o conjunto de Talents que você seleciona, não precisando ficar restrito aos poderes de uma única Talent Tree, desde que você preencha os pré-requisitos, agora fica mais fácil de simular os personagens do universo Star Wars.
  • A CA caiu por terra, todos os ataques são jogadas contra Reflexos. Os Saving Trows mudam de nome e tornam-se Defesas.
  • Agora a regra que mais chocou os jogadores. Não existem mais Pontos de Pericia. “O que? Como assim Bial?”pergunta o BBB com a camiseta do Conselho Jedi. Você possui automaticamente TODAS as pericias de sua classe que ficam com Metade do seu nivel [ + modificadores] como graduação. Além disto você escolhe um número de pericias treinadas, que depende de cada classe, para receberem um bonus de +5. Parece complicado mas na verdade ficou muito mais fácil construir personagens de niveis altos.
  • Diminuiram o número de pericias. Mas eu não lembro quais sumiram XD. Só sei que deu uma enxugada, mas nada que você vá sentir falta.
  • A Força ficou mais poderosa, mas os Pontos de Força não. Com o advento dos Pontos de Destino, eles ficaram mais fracos. A boa noticia é que muitos dos poderes não dão mais Pontos de Lado Negro [Lado Sombrio de cú é rola], e existe uma pericia chamada Use the Force, que permite a você fazer pequenos truques da Força, como puxar o Sabre de Luz de volta e levantar pequenas coisas, sem gastar Pontos de Força que agora só são recuperados por nível ou quando o Mestre quiser.
  • Surgiram os apelões Pontos de Destino, que podem trazer um pouco de dor de cabeça para o Mestre. cada personagem tem um destino, como o de Luke Skywalker que era trazer a redenção para Darth Vader, que pode ser escolhido pelo jogador ou pelo Mestre. O personagem ganha pontos de Destino que ajudam o personagem a realizar o seu er…Destino. Quando o Destino do PJ é alcançado ele ganha bonus fodões em atributos.
  • Não existem mais os ataques de rodada inteira. Agora se o personagem quiser fazer mais ataques por turno devem comprar os talentos necessários para isto, analisando bem ficou mais dificil e menos vantajoso [a menos que seu PJ esteja e um nivel alto] de se dar mais ataques por turno
  • Com a perca de mais ataques por turno agora para calcular seu dano os personagens adicionam metade do seu nível heróico ao dano.
  • Semelhante ao D20 Modern agora existe uma diferenciação entre Personagens Heróicos e Não-Heróicos, os monstros agora pertencem a uma classe não-heróica chamada Beast.
  • Foi adicionado uma regra de Steps Conditions, mais ou menos igual aos pontos de vida do Storyteller, dando redutores para cada Condition que você chega.
  • As regras para o uso de Naves ficaram mais simples. Tudo é feito com a pericia Use Computers.
  • O livro conta com a história resumida de todos os períodos de Star Wars, desde KOTOR [Knight Of The Old Republic], até New Jedi Republic, passando pelos Seis Filmes. O Livro ainda conta com uma Resumão dos principais planetas do universo Star Wars.
  • Existem as fichas dos principais personagens dos filmes, mas não do Universo Expandido. Sim, Yoda é nível 20. Palpatine também.
  • Tem classes de prestigio muito legais, o que provavelmente vai ocasionar a você não seguir com a sua classe básica até o nivel 20. Principalmente se você for um Usuário da Força. Explico, as classes de prestigio liberam os chamados Force Secrets, poderes realmente fodas.

Acho que estas são as mudanças principais no sistema, que é o ponto forte do livro. Tanto que existe uma adaptação para o uso delas em mundo medievais que você pode ver aqui

O único problema é que não existe uma versão em portugues deste jogo. E nunca irá sair por causa dos problemas com as licenças. Porém existe na net uma versão traduzida feita por fãs que você pode pegar aqui

Existe muito material de jogo para o Star Wars espalhado no site oficial e em sites.

POr fim é um livro recomendadissimo para os fãs do cenário. Só não leva um 6 por causa das ilustrações repetidas.


 

 

 

 

 

 

Anúncios