Continuando com as traduções da coluna Wushu Skidoo de Dan Bayn, o autor de Wushu, do RPG Net, a coluna trás mensalmente mini-cenários que podem ser jogados em qualquer sistema, pois possuem poucas, ou quase nenhuma menção as regras, quando há serão as regras de Wushu.

Hoje o tema da coluna é o mini-cenário Celestial. No próximo post pretendo adaptar algumas caracteristicas deste cenário para RPGQuest e 3D&T, então fique ligado.

Se você perdeu a coluna #2 pode le-la aqui. A Recomendação continua a mesma. Se você sabe inglês procure ler a coluna no original

=========================

Hologramas dançam sobre a bussola geomantica do navegador.”Outra nave esta se movendo para nos flanquear, General”. Os soldados de Wei já estavam todos ocupados segurando a frota principal. Se esta emboscada quebrasse o bloqueio, tudo estaria perdido.

Mantenha o curso e espere meu retorno” Ele gira no seus calcanhares e, sacando sua espada em direção a parede, anda até o deque. As estrelas correm passando como um rio, serenas no brilho azul de uma nabulosa passante. Wei fecha seus olhos e  medita, expadindo seus sentidos atraves da rede de nano-computadores até que ele possa sentir a aproximação dos pistões de inércia da nave. Então, ele se concentra nas nanitas de Fogo que entram em seu corpo, curva-se suavemente até os joelhos, e salta para o espaço!

Imensos campos de força envolvem-no, propelindo-o para frente. As naves rebeldes abrem fogo com suas armas de feixe, porém a lamina de Wei esta pronta. Seu braço move-se em um borrão, defletindo centenas de raios de energia antes dele cumprir a distancia. Então, ele saca sua espada em um golpe perfeito! O campo de força de duas dimensões que é projetado pela sua lamina borrada parte a proa da nave!

Momentos depois, Wei pousa no deque exterior e brande sua espada novamente, rachando a nave ao meio. Navegantes e soldados correm com o assasinio em seus olhos, mas mas o General já havia ido. Ele empurra os destroços e retorna voando em asas invisiveis assim como os rebeldes são reduzidos a poeira cósmica.

================

 

Celestial é um cenário futurista de ficção cientifica inspirado na mitológica Taoísta , ele tem sua genesis no projeto “Mandate of The Heavens” de Eric Brennan, que teve uma curta, mas muito agitada, vida na comunidade do Yahoo Grupos no verão de 2005. Eu não poderia ter tirado os  Cinco Elementos da Nanotecnologia da minha cabeça, onde a idéia teve uma polinização cruzada com o lançamento americano do anime Samurai 7. Isto é o filho deste amor.

O Império Celestial

Milhares de anos no futuro, a tecnologia humana havia se tornado tão miniaturizada e difundida que é considerada como uma parte natural do ambiente. O povo a usa em um nível quase instintivo. O Primeiro Imperador foi a última pessoa que compreendeu esta tecnologia em toda a sua glória. Isto permitiu a ele rearranjar as estrelas e forjar um império interestelar que tem durado por séculos.


Os Mundos Dinásticos

Sua obra-prima foi a Cidade Proibida, um palácio monumental, suas salas estão espalhadas por dúzias de mundos e mantidas juntas por portais transdimensionais cujo o funcionamento só era conhecido por ele. Para os moradores destes planetas, a viagem interestelar é tão fácil quanto atravessar uma porta. Consequentemente, os Mundos Dinásticos haviam se tornado o coração do Império

Seus comandantes são conhecidos como os Imortais, descendentes do Primeiro Imperador e herdeiros de seu maior tesouro: uma planta artificial cuja a qual  as frutas garantem a vida eterna.  Tendo a muito tempo transferido a administração rotineira do Império para IAs, os Imortais vivem vidas isoladas de ócio e excessos . Quando eles se fazem envolvidos nos eventos além das muralhas  da Cidade Proibida, isto é somente para o seu próprio entretenimento. As pessoas comuns tem aprendido a cobrir suas cabeças e esperar a tempestade passar.

O verdadeiro poder reside na Burocracia Celestial, um mundo virtual de IAs construidas de uma rede de nano-computadores que permeiam o império. O Imperador de Jade, uma IA mestre, foi construida com base em um mapa neural do cerebro do Primeiro Imperador poucos momentos dele morrer/desaparecer/ascender/qualquer coisa. De todas as formas o que importa é, eles são um só e o mesmo.


Registros neurais similares são feitos em cada cidadão que é enterrado usando seus próprios ritos funerários. Através da Burocracia Celestial, qualquer ancestral virtual pode ser consultado a qualquer tempo, dia e noite. Claro que, nenhum sistema é perfeito e os programas ancestrais, ocasionalmente podem fazer os seus próprios ancestrais virtuais. Estes “Fantasmas famintos” tendem a se mostrar como ilusões sensoriais nas casas de seus ancestrais e se tornar bastante aborrecidos se os seus descendentes não guardarem um lugar para ele na cabeceira da mesa.

O Primeiro Imperador vive de mais uma forma: O Corpus. Burocratas com uma veia poética para caracterizar o exército imperial, a marinha e a administração como As Mãos, Pés e Voz do Imperador. [Existe uma sucursal, uma policia secreta chamada de Os Olhos do Imperador, mas sabiamente os homens só falam sobre eles sussurrando]


Os mundos Mercantes

Longe das salas santificadas da Cidade Proibida, o povo usa o Rio de Estrelas para se locomover. Via a perdida arte do feng shui, o Primeiro Imperador criou uma ramificação do espaço-tempo por onde as naves podem viajar muito mais rápido que a velocidade da luz. Os prósperos planetas durante as principais ramificações são comumente chamados de Mundos Mercantes.

Aqui, a influência imperial é sentida primariamente através do Carnaval Resplandecente, uma cidade itinerante construida pelos Imortais. O seu propósito principal é coletar impostos, mas ela também desempenha vários papéis politicos. Primeiro, ela é um grandioso mostruário da saúde dos Mundos Dinásticos. Segundo, ela age como uma base móvel de operações para o Corpus. Finalmente, ela permite aos Imortais visitares seus negócios longinquos pessoalmente.[Eles se revezam, pois deixar a Cidade Proibida é considerada uma grande imposição].

Na ausência do Carnaval, a vida diária é dominada pelas várias companhias de vendas. Existem centenas delas e cada uma tem vários degraus de poder sobre os diferentes sistemas solares. Como o comércio transporta as pessoas para longe dos seus planetas nativos, normalmente para procurar empregados nos centros comerciais, as companhias surgiram como uma extensão dos clãs familiares. Assim, seus membros tendem a compartilhar omesmo sobrenome. Alguns sobrenomes vem das frotas de naves mercantes, outros são de guildas prfissionais, e poucos são bandos de mercenários. [Soldados que já foram Mãos do Imperador, mas desertaram ou foram expulsos, são coloquialmente chamados de demônios]

A religião desempenha um papel muito maior ao longo do Rio de Estrelas. Nos Mundos Dinásticos a vida é estruturada por uma forma de Legalismo que venera os império e suas leis; nobres seguem padrões mais rigidos de comportamento que o povo comum, que são muito ignorados [até cruzarem o caminho do nobre errado]. Nos mundos Mercantes, o Primeiro Imperador é frequentemente deificado e apenas os ancestrais são as autoridades principais.

Membros da classe média aderem-se a estritos códigos de conduta, por medo de serem proscritos pelas suas famílias substitutas, as companhias.

Cultos também estão profundamente arraigados na sociedade dos planetas do Rio das Estrelas. A Reclamação procura seguir os passos do Primeiro Imperador para descobrir os segredos da tecnologia avançada. Iluminação através da ciência. Os Chaveiros acreditam que eles levam as chaves para a tecnologia perdida dentro dos seus corpos. Eles esperam o retorno do Primeiro Imperador, para que ele refaça a galáxia a sua imagem.


Os mundos da Orla


O último milagre do Primeiro Imperador foi uma vasta região de espaço-tempo intransponível, uma muralha cósmica levantada contra um inimigo conhecido apenas por ele. Os sistemas solares ao longo da beira deste vazio são chamados de Mundos da Orla. Eles são conhecidos pela impunidade aos criminosos.

O submundo dos céus é dominado por uma ampla confederação de gangues conhecida como Irmandade. Eles são os rejeitados pelas companhias e clãs rebeldes fracassados. Jovens, longe dos seus planetas nativos e desesperados por dinheiro são atraídos para a Irmandade com promessas de riqueza e poder . Mais cedo encontrado no túmulo.

Embora ferozmente independentes e notórios pelas suas rivalidades, as gangues são unidas pelo juramento de sangue dos Pais. Estes barões puxam as cordas deste império na beira do espaço, comercializando favores e chantageando jogadores do Rio de Estrelas até a Cidade Proibida. Os Mundos da Orla são herdeiros de Fortalezas e Feudos.

 Outros mundos são inabitados por raças exiladas de animais transformados.  Dadas a consciência pelos Geomancers [veja abaixo] do quais a ambição excedeu sua sabedoria, estas “abominações” tem sido exilados de cada estrela do sistema no céu. A maioria são humanóides com aspectos ferais, outros são animais com talentos humanos [Cérebros desenvolvidos, polegares opositores, etc.]. Raposas e macacos são o tipo mais comum, porém o zodíaco inteiro é representado, galos, cobras, bois, tigres, ratos, entre outros.


Os Cinco Elementos Nanotecnológicos


Existem 5 tipos reconheciveis de Nanotecnologia cada uma identificada por um dos tradicionais Elementos Taoistas. Ninguém desde o Primeiro Imperador tem sido mestre em todos eles. Em qual caminho cada pessoa é especializada é determinado pela sua classe social.

Cada personagem Celestial tem 5 Atributos: Um para cada Elemento.  Numere-os de 1 á 5 e esta pronto. Nemeses Menores deveriam ter como padrão o valor de 2 na maioria dos elementos e 3 ou 4 no seu elemento primário. Estes atributos cobrem a muitas coisas. Primeiro, eles permitem a você manipular as nanitas, uma perícia conhecida como Geomancia. Segundo, eles incluem pelo menos o conhecimento prático de qualquer competência associada as ocupações tradicionais, assim como interações sociais com membros daquela classe. Finalizando, cada Elemento tem seu próprio tipo de Kung-Fu. Isto é, todo mundo no Céu conhece como lutar, mesmo os cozinheiros ou caligrafistas.


Geomancia da Madeira


Fazendeiros e doutores especializados em madeira. Estas nanitas ligam tecidos vivos; elas lutam contra a doença, curam ferimentos, e prolongam a vida. Aprendendo a controlar as nanitas e, outros organismos, Geomancers da Madeira podem também acelerar o crescimentos das plantas, criar novas espécies, curar doenças, e infligi-lás em seus inimigos.

Mestres no Kung-Fu da Madeira, aprendem a endurecer sua carne e aumentar sua força. Eles transformam seus corpos em armas vivas. Seu ataque simbólico é a Palma Venenosa, ele podem desligar todos os sistema nervoso da vitima com um toque!!


Geomancia da Terra


Artesões especializados na Terra, a nanita industrial que constrói tudo desde copos de chá até naves espaciais. Resta uma parte delas nos objetos mesmo depois de manufaturados, então os Geomancers da Terra podem remoldar, ou destruir qualquer coisa.

Aqueles com Espirito de Luta freqüentemente aprendem a transformar objetos comuns em armas letais. Eles são conhecidos por quebrar espadas e escudos com as mãos nuas. Sua arma simbólica é o Dente do Dragão. Esta corrente dentada pode cortar através do aço! Entretanto, elas são difíceis de controlar e são quase tão perigosos para o seus usuários quanto para suas vitimas


Geomancia do Metal

Sacerdotes e burocratas especializa-se no Metal. Diferentemente de outros elementos, Metal não tem sua própria classe de nanitas, ele representa a rede de informação criada por estas nanitas. Esta é a casa da Burocracia Celestial; Os Geomancers do Metal freqüentemente atuam como mensageiros e advogados deles.

Mestre de Kung-Fu do Estilo do Metal usam a rede para expandir seus sentidos e acelerar seus reflexos. A maioria é especializada em uma arma chamada Espada Escolástica. É uma lamina com aproximação microscópica desenhada para acompanhar seus movimentos em enorme velocidade.


Geomancia do Fogo

Soldados especializam-se em Fogo. Eles aprendem a usar o poder gerado pelas nanitas para projetas campos de uma força inimaginável. As aplicações ofensivas disto são óbvias, mas Fogo pode também ser usada para levitar objetos, defletir projeteis e saltar incriveis distancias. Mestres do Fogos estão limitados apenas pela sua habilidade em compreender e controlar estas forças.

Na organização Mãos do Imperador são emitidas Farblades como crachás de escritório. Estes equipamentos parecem cegas espadas de treinamento, porém nelas são infundidas bilhões de nanitas do Fogo. Nas mãos de um mestre, eles projetam laminas de energia que podem partir uma nave ao meio.


Geomancia da Água

Navegadores e ladrões especializam-e na Água, Nomeada em honra do Rio de Estrelas, sua mais famosa aplicação, estas nanitas arranham e torcem o espaço-tempo nele mesmo. Navegadores usam-nas para fornecer gravidade artificial e propelir suas naves além da velocidade da luz. Ladrões as utilizam para voar acima das muralhas e andar no teto das casas,

Mestres do Kung-Fu da água tem uma única arma simbólica que é curiosamente chamada de “Outro Remo, como no ditado “Ir pegar o Outro Remo”. Ela é uma espada gigantesca, muito maior e mais pesada que um remo real. Os Mestres manipulam as nanitas da água para faze-la leve o suficiente para que se possa nadar com ela, e depois aumentam a massa efetiva no momento do impacto contra o oponente!!


Idéias de Aventuras


Um time de elite das Mãos do Imperador [e sua equipe de suporte pessoa: Navegadores e burocratas] viajam todos através dos céus, caçando fugitivos e suprimindo revoltas. Seus inimigos incluem rebeliões de animais transformados, os Pais da Irmandade, misteriosos aliens vindos de um lugar muito distante além da Grande Muralha, e seus velhos mestres…que haviam se transformados em mercenários “demônios”

Um grupo de artistas esfarrapados viaja no Rio de Estrelas como parte do Carnaval Resplandecente. Eles se enredam em toda sorte de romances, e intrigas políticas. E uma ocasião um Voz do Imperador [ou talvez um Imortal] tenta convence-los a fazer alguns trabalhos disfarçados… ou tenta defini-los como influenciáveis.

Um grupo de mercadores em naves velhas vão de planeta a planeta, apenas tentando vender seus produtos. Cada um deles tem segredos para proteger, porém o passados deles tem voltado para persegui-los [ as vezes literalmente, na forma de “Fantasmas Famintos”] Eles fazem muito mais inimigos do que amigos: Coletores de Impostos, Mãos do Imperador que pensam que eles são criminosos, companhias gananciosas que tentam passa-los para trás, piratas da Irmandade que podem abordar a sua nave, e zelotes religiosos que contratam transporte para lugares estranhos (talvez ilegais)então tentam culpa-los por tudo!

Moradores de um pequeno vilarejo que foram transformados lutam para defender seu afastado planeta da Irmandade de senhores da guerra e de misteriosos invasores alienígenas. Fantasmas famintos, acordados por longos anos de negligencia, sabotam-nos internamente, Uma relíquia ancestrais conhecida como o Olho do Dragão (um laser orbital, talvez?) pode ser a única chave para a a salvação deles

Familiares estranhos juntam-se a família quando o ancião adoece. Para salvar sua vida, ele devem se infiltrar na Cidade Proibidas e roubar o Pêssego da Imortalidade. Sua jornada começa no Carnaval Resplandecente e leva-os até os becos e as torres de marfim dos Mundos Dinásticos. Eles terão que enfrentar os Olhos do Imperador e complexos sistemas de segurança criados pelo próprio Primeiro Imperador. Então uma corrida contra o tempo com o Corpus inteiro atras deles!!!


Anúncios