A revista Action Comics é a mais tradicional revistas de quadrinhos de superheróis dos Estados Unidos, com mais de 900 edições, e junto com a Detective Comics é a revista mais importante da DC. A revista é historicamente ligada ao Superman, sendo em sua primeira edição a estréia do maior superherói de todos os tempos. Nada mais óbvio do que ela ser escolhida como a revista que nos mostrará como será o novo Universo DC, e o papel do Super nesta bagunça.

Esta Action Comics #1 pós-reboot mostra que será uma das pedras fundamentais da DC para recontar o gigantesco quebra -cabeça que é o novo Multiverso, para isto, assim como a Liga da Justiça, a revista conta a história no passado da cronologia atual ,mostrando as primeiras atuações do Super em Metropolis. Foi dito em algumas entrevistas que neste novo Universo DC, o Super será apresentado como o primeiro superherói a surgir, embora isto levante muitas perguntas, isto explica muito o evidente despreparo governamental em Metropólis em lidar com as questão do Superman voando por aí e , pasmem, tentando mudar o mundo.

Saindo um pouco do lugar comum a revista não se propõe a recontar a origem do herói mais conhecido do planeta e sim de contar um história muito dinâmica e repleta de ação com um Superman bem diferente do que estamos acostumados. Morrison nos mostra um Super jovem e muito atuante em sua comunidade, com um papel mais ativo na defesa da população de Metrópolis e com um senso de igualdade social que vai fazer muitos torcerem o nariz. É um Super que quebra leis e tenta fazer justiça com as próprias mãos, porém você consegue perceber que ele ainda é aquele Superman que luta por um bem maior e que tem um senso de moral bem definido.

É óbvio que é um personagem repaginado para “tempos mais modernos”, não com a hyperviolência caracteristica de “atualizações” de personagem, mas há uma clara influência de Smallville nesta Action Comics, com um personagem jovem, descobrindo seus poderes e por isto um personagem menos deidade e mais humano.

Como mostrado na Liga da Justiça #1, existe um atrito claro entre as forças policiais e os super-heróis, a revista mostra que os supers serão muito mais bem-vistos pela população do que pelos governantes. Tanto que o principal inimigo desta edição é o exército tentando prender o Superman com a ajuda do seu nemesis habitual Lex Luthor.

É mostrado um Clark Kent suburbano com dívidas para pagar que é muito parecido com o ideal Peter Parker, um jovem que tem grandes poderes e muitas responsabilidades mas que, aparentemente, não tira proveito próprio delas. Clark Kent esta até com o aluguel atrasado e tendo que trabalhar para um concorrente do Planeta Diário para poder sobreviver em Metropólis.

Action Comics #1 é uma revista que causará muita estranheza para quem já é um leitor ou que tem um conhecimento minimo do Super, mas é uma ótima revista. Divertidissíma e repleta de ação, sem chegar a ser massa véio,  nos apresenta um Superman muito diferente do que estamos acostumados, inclusive com um uniforme estranhissímo mas que por mim se tornaria o oficial.

É certamente a revista indicada para quem deseja retornar aos quadrinhos e só promete melhorar nas próximas edições.

Um 6 de 6 garantido.

Anúncios