Olá amigos,

Depois de um tempo fora do blog (estou com projetos bem mais interessantes, como por exemplo o Uma Dose, podcast com o amigo Rocha do Área Cinza, que esta para sair)  Aqui estou eu, Shingo Watanabe, para mostrar para vocês mais um episódio do videocast Hipster Narrativista, a proposta do videocast foi apresentada no #0 e pode ser vista neste link Nesta edição iremos falar de Fiasco, o RPG publicado pela RetroPunk que vira de cabeça para baixo a proposta de um jogo de narrativa.

Como bom Hipster este videocast foi gravado utilizando-se o método do Lo-Fi , ou seja com baixissíma qualidade. Foi uma brincadeira Hipster que ninguém entendeu, mas nas próximas edições será ajustada para o bom gosto de vocês.

Para facilitar abaixo esta a transcrição do videocast com todos os links comentados. Aproveitem e fico no aguardo de críticas e sugestões.

Olá amigos que adoram usar camiseta xadrez. Eu sou Shingo Watanabe e você esta no Hipster Narrativista #1. Se vocês viram a apresentação na outra vez, este é o único videocast que o apresentador tem sérios problemas fonoaudiológicos. Então me perdoem se eu babar aqui.

Eu tô puto! Porque este videocast é uma regravação. Eu peguei e gravei todo o videocast, deu uns 20 minutos mais ou menos, e cortei a minha cabeça.

Bom, este é o host

Não importa! Hoje o que vamos falar? Vamos falar de um joguinho muito bacana. Este aqui ó.

FIASCO

Fiasco é um RPG escrito pela Jason Morningstar. Um adendo, Jason Morningstar é um nome muito foda. Imagina cara, Jason Morningstar. Dá vontade de colocar este nome no meu filho. Só para poder sair gritando na rua: MORNINGSTAR, MORNINGSTAR. Foda pra caralho, velho. Vale a pena você escrever um RPG se você tem este nome, é igual o John Bogéa.  Bogéa. Aí vale a pena você escrever um. Agora vai eu. Escrever um livro de RPG e tá lá Felipe Oliveira. Caguei. As pessoas cagam.

Divaguei

Quem é Jason Morningstar? Morningstar é o responsável por um RPG chamado Grey Ranks . Um RPG onde você é uma pessoa qe vive em Varsóvia, sei lá, Polonia, Russia, durante a Segunda Guerra Mundial durante a Revolta de Varsóvia . É um RPG que ganhou muitos prêmios lá fora, ganhou premio pra cacete, então deve ser bom. Eu não sei nada sobre o Warsaw Uprising (inglês boliviano detected). Desculpe-me se eu não posso te dar mais informações sobrea história de vida e design de Jason Morningstar. Mas isto não importa, não estamos aqui para falar do cara.

Vamos falar de Fiasco, então.

O que é FIASCO? Fiasco é um RPG colaborativo e sem Mestre. Bom, se você não vive na APAE então você sabe que colaborativo é porque ele é um jogo que… Ele é colaborativo quando os jogadores participam ativamente da história. Criando elementos desta história. E ele é sem Mestre porque…ele não tem mestre.

O jogo não precisa de preparação nenhuma. Você vai pegar todos os lambedores de piromba que você conhece para jogar. Paga uns salgadinhos para eles, uns 4 ou 5 Fofuras, compra umas 13 esfihas. Você vai precisar de 3 a 5 pessoas. Então pode ser pão Pullman. Compra uma Convenção, um Dollynho para cada um. Chama este lambedores de piromba, senta na mesa com eles e vamos jogar esta porra aqui.

Você vai escolher um playset. Vou explicar depois o que é um playset. Precisa de uma porrada de dado. Sendo D6, 4 para cada um mais ou menos. Tem uma viadagem aí. Tem que ser que 2 sejam de uma cor e 2 sejam de outro, porque o Fiasco tem uma dinâmica que os dados coloridos são ruins, negativos e os dados brancos são positivos. Então você precisa que sejam dados diferentes para que você possa diferenciar este processo.

É uma parte elementar do jogo. Não rola de jogar se você não tiver dados coloridos. Compra aquele potão de dados, de D6 que tem uns blogs vendendo por aí. No Mercado Livre tem.

E o mais interessante do FIASCO é que você não precisa de preparação, nenhuma. Então você pode chamar os lambedores de piromba que você conhece, puxar o livro da estante, pedir esfiha no Habibs e jogar este jogo. Você não precisa montar um história completa.

Isto se tornar um ponto positivo para mim. Eu sou jovem. Sou uma pessoa jovem. Porém eu tenho uma alma corrompida, velha, carrancuda. Eu não tenho mais paciência de ficar lendo uma manual de 278 páginas pra pode montar uma campanha e jogar duas , três horas. Eu não tenho saco para isto. Então quando eu peguei o Fiasco e vi que o livro tinha 50 páginas de regra e são regras tão simples que até um macaco aidético consegue entender. PORRA, FODA! Achei foda pra caraio.

Ah vou fazer um adendo (perceba que eu uso esta palavra no intuito de dizer parênteses). O Fiasco tem umas 50 páginas de regras mais os playsets que devem ser, sei lá, 40 páginas e 20 páginas de um negócio chamado replay.

O que é? O replay é uma transcrição (OLOCO MEO) de um jogo feito. Cara, se você esta desenvolvendo um errepegezinho indie narrativo. Faça um replay. É muito foda pra explicar as regras, as vezes o cara tá com uma dúvida nebulosa oou as vezes é um macaco aidético que esta lendo seu livro e tá com algumas dúvidas. Então ele lê o replay e todas as dúvidas vão embora.

Mas como que funciona o Fiasco. Você escolhe um cenário, o playset, o livro tem 3 ou 4 que são. Deixa eu ver quais são os playsets que eu tenho aqui porque eu não lembro de cabeça.

Uma pacata cidade sulista.

Boomtown que é do velho-oeste

O que eu acho mais paia que é o histórias de subúrbio.

E um dos que eu acho mais foda, Gelo. Que é o playset baseado em histórias de um negócio de pesquisa na Antartida. Muito foda.

Você vai escolher o playset que vai te guiar na parte principal. Não é a principal, mas é uma das mais importantes do jogo. A preparação.

Você vai escolher o playset e com base nos dados que você jogou. E vc vai ter uma pilha de dados para jogar. Quais são as necessidades, as teias de relação, e quais são cada uma das interações que os personagens tem. Todos são definidos na hora, então o playset te dá uma base. De uma forma meio determinista mesmo. Você nasceu aqui então..

Esta parecendo complicado porque eu estou estragando o jogo para vocês. Peço desculpas a Retropunk , mas eu acho que estou estragando Fiasco. Para não causar esta imagem ruim, você entra em um site, entra no Google aí e busca o RPGRadio, que é o podcast do Rod Reis. Lá tem 3 ou 4 replays em áudio do Fiasco. Eles são hyperbacanas para você entender a dinâmica do jogo. O pessoal também é novato nas regras de Fiasco então você vê que eles estão se acostumando com as regras então vocêpode muito bem aprender as regras com eles jogando. Eu recomendo O Argentino, porque esta história é de se cagar de rir, é muito engraçado, e é bem bacana. Vai lá baixa e escuta.

O Fiasco é um jogo que é muito rápido. Muito rápido e muito divertido.  Ele é rápido porque as coisas são criadas na hora, ele não tem preparação. Além disto as regras são simples porque o foco ele é narrativo. E ele é muito divertido porque ele trabalha com um elemento principal dos seres humanos que é a capacidade de foder com os outros.

Fiasco é um jogo que é baseado em histórias que dão errado. Snatch, Porcos e Diamantes, os filme dos irmãos Coen,  Cidade de Deus. Todos são filmes que no final da tudo errado.

Olhando os playsets você ve que há vários ganchos, várias oportunidades de você foder os outros e isto é muito bacana. Como a criação de personagens é feita na hora sem muita ingerência, isto é, eu não construo meu personagem. Ele surge de acordo com as minhas relações com os outros e meus amigos podem construir meu personagem por mim. Então você vai criando algumas oportunidades nos personagens dos outros que você no futuro pode foder eles.

Jogar Fiasco é como você andar em uma camada de gelo fino, ele demonstra segurança, mas você sabe que vai dar merda no final..

Então a possibilidade de você foder seu amigo com a Força do Martelo de Thor neste jogo é impressionantemente grande.

E assim, algumas pessoas ficam irritadas quando elas são fodidas no meio do jogo. Eu também sou uma pessoa destas, ninguém gosta de ser fodido no meio do jogo.

Mas o seguinte, o legal do Fiasco é o que: Ele não é competitivo. Você não vai ficar fodendo os outros para não se foder. Você vai foder com os outros porque é legal, bacana.

E como a possibilidade neste jogo de você se dar bem é remotamente ínfima. No final todo mundo vai ser foder. É praticamente uma regra geral do jogo. O que é mais difícil de acontecer é as pessoas se darem bem. Como no final vai todo mundo se foder, é um  clima bacana, bem leve.

O Fiasco foi publicado no Brasil pela Retropunk e nos Estados Unidos pela BullPullpit games ele é ilustrado pelo John Harper, ou harper (inglês boliviano ataca novamente)

Ele ganhou muito premio lá fora. E eu recomendo ele porque se você tem uma galera tipo seus primos, suas tias que adoram jogar Imagem & Ação. Pegue eles e joga Fiasco, cara. Eu aposto que todo mundo vai se divertir

Não tem como não se divertir com este jogo.

Outra coisa muito bacana de Fiasco é que tem muito material gratuito para ele na NET. Só no RPGNow, que eu entrei aqui agora, ele tem uns 25 playsets . Tem histórias de teatro, de jornalismo, histórias de hotel, de roubo. Vê lá que tem muita coisa boa.

Mas se você não fala inglês, não fique triste a RetroPunk esta não só traduzindo alguns playsets como ela também esta publicando playsets gratuitos na internet. Então você tem o Rio 40 graus que foi o Rod Reis que escreveu, que cara , é FODIDO de bom. Foi o primeiro cenário que eu joguei.

Tem também o A vida como ela é,  que é praticamente um emulador de pornochanchada, e é muito bacana.

E assim, eu recomendo muito Fiasco, para mim ele é o melhor RPG de todos, todos, TODOS já escritos. Eu consigo enumerar vários porquês ele é bom.

Ele é extremamente divertido, ele é muito fácil de preparar, ele é muito fácil de ler, muito fácil de ser explicado para as pessoas, as regras são muito simples, até um macaco aidético entende elas.

Ele esta muito barato, no site da Retropunk a versão impressa esta 32 reais , o pdf. Esta 12 conto. O livro tem uma tradução foda, tem poucos erros de typo. O JM Trevisan fez um trabalho do caralho neste livro é a linguagem é muito simples. Ele te passa a ideia que você não esta lendo um livro de regras, um manual e simque tem alguém sentado com você explicando as regras do jogo.

E assim, compre Fiasco, jogue, porque eu aposto que se você jogar este jogo e não se divertir o @ooze dá o cú dele para os cachorros. Só não se diverte com este jogo quem é retardado.  Se você gostou dá joinha e coloque as criticas aí embaixo.

AH! E eu voou continuar falando palavrões para caralho. Quero que se foda.

Coloque aqui embaixo também os RPGs que vc quer que eu fale. O pessoal que já é tarimbado em RPG coloque ai embaixo. Você que não conhece RPG Indie, mas viu uma capa bacana e quer que eu fale aqu coloque ai embaixo vou correr atrás, comprar o .pdf ou o livro e vamos resenha-lo aqui.

Até o próximo Hipster Narrativista e continue tomando café no Starbucks.

 

Anúncios